Os mitos à volta da cozinha, apenas me desafiam a entrar num ambiente que sempre gostei. Comer é um prazer, um acto social. Gosto de experimentar novos sabores e novas formas de cozinhar. Recordo os cheiros e sabores da infância, assim como após as minhas viagens venho para casa tentar reproduzir ou adaptar pratos que provei de outras culturas. Ouse e surpreenda os seus convidados ou a si próprio. Cozinhe,... sem tabus!


segunda-feira, 17 de maio de 2010

Caril Tailandes de Peixe com Arroz Basmati


Para este caril de peixe há uma erva essencial,  "o segredo" do prato - erva príncipe. Um misto de peixes, manga, manjericão e leite de coco envolvem-se em aromas a descobrir. Já não fazia este caril há algum tempo e, agora que o quis voltar a por na minha mesa deparei-me com um grande problema - não encontrava a erva príncipe.

Na adolescência lembro-me perfeitamente de um pé de esta erva plantada no quintal de uma tia, erva que adorava para fazer chá, com a planta fresca. Existem nas secções de dietética e nas ervanárias mas para este prato tem mesmo de ser fresca. O príncipe tem um aroma algo entre o limão e a lúcia-lima, suave. Como o tal pé da erva da minha tia morreu, e como também já não estou perto dela, actualmente só consigo encontrar no hipermercado Continente junto às salsas, coentros e outras ervas embaladas. Mesmo assim nem sempre têm. Andei quase um mês a espreitar umas duas vezes por semana (e com uma chamada de atenção junto de um funcionário), lá voltou a aparecer. Imaginem que só havia uma embalagem! Se alguém a tivesse agarrado antes de mim acho que teria havido "peixeirada" naquele hiper. Bem, mas o peixe é para aqui chamado para outros afins. Vamos à receita.

Ingredientes:

750 gr. de peixe em cubos (usei 500 gr. de salmão + 250 gr. de medalhões de pescada)
l lata grande de leite de coco (usei marca Koala e tem 800 ml.)
6 tiras de erva príncipe
2 raminhos de manjericão
1 manga verde
2 colheres de sopa de pó de caril
pimenta moída na altura
sal
sumo de meio limão

Preparação:
  
Corte o peixe em cubos e tempere uma hora antes com o sumo do meio limão. Alguns dos ingredientes: 


Comece por colocar o leite de coco numa caçarola alta que possa tapar. Ligue o lume e junte as 6 tiras de príncipe cortadas ao meio, ficará com 12 tiras. Envolva e em lume brando deixe a erva libertar o seu perfume por 4 minutos.


Entretanto misture as duas colheres de sopa de pó de caril com um pouco do leite de coco que reservou. Adicione na mistura ao lume e volte a envolver. Em seguida junte os peixes e as folhas do manjericão. Tempere com sal e pimenta moída na altura. Tape e deixe em lume brando uns 4 a 5 minutos.


Descasque a manga (terá de a comprar verde e rija) e corte-a como se estivesse a fazer palitos de batata frita. Se a manga não for verde irá desfazer-se rapidamente na caçarola. Pode fazer os palitos mais pequenos ou cortar em cubos a seu gosto. Adicione e volte a tapar e deixe cozinhar mais 8 a 10 minutos até que a manga comece a ficar translúcida.




 

Desligue o lume, retire as tiras de príncipe e deixe repousar uns minutos. Prepare um arroz basmati para acompanhar, da seguinte forma:

Numa panela com água em abundância, quando levantar fervura junte uma pitada de sal, uma colher de sopa de óleo alimentar e um punhado de arroz por pessoa (não lave o arroz). Deixe cozinhar "al dente". Escorra muito bem a água. O arroz ficará solto e o seu próprio calor terminará a sua cozedura.

Uma opinião pessoal: o sabor a caril fica muito suave devido ao leite de coco, o manjericão que é forte não reina aqui e algo misterioso e que domina este prato - o príncipe - vai tomar conta de todos os ingredientes. A cozinha Tailandesa é bastante condimentada (não necessariamente picante), e esta erva sem dúvida que me trouxe à memória pratos que degustei nesse país há já uns bons anos.

Já agora, viram esta erva à venda em mais algum local?
  
 

7 comentários:

  1. Este caril soa muito bem e deve saber ainda melhor! Já vi erva-príncipe seca. Fresca não sei, talvez no super do El Corte Inglés seja mais fácil encontrar...
    Teresa (Lume Brando)

    ResponderEliminar
  2. Eu gostei muito desta receita... Adoro comida exótica :)

    ResponderEliminar
  3. Miguel,

    A erva-príncipe que se usa na cozinha tailandesa (os caules) compra-se congelada nas lojas de produtos asiáticos do Martim Moniz.

    beijoca

    ResponderEliminar
  4. Obrigado Pipoka.
    Assim já sei onde encontrar. Não lhe consegui responder em mail privado, pois no seu "Tree Fat Ladies" não consegui descobrir o seu e-mail.

    ResponderEliminar
  5. Miguel,

    O meu email supostamente deveria estar no meu perfil blogger... devo ter feito qq. coisa que o fez desaparecer... Já lá está outra vez ;-)

    Quanto à erva-príncipe, quando a for comprar peça lemongrass (caso contrário não o perceberão.

    Queria também agradecer-lhe pela sua participação no desafio. Gostei imenso! Só ainda não comentei no facebook, pois não tenho acesso durante o dia.

    beijocas

    ResponderEliminar
  6. eu tenho a erva principe em vaso...
    Conceiçao alves

    ResponderEliminar
  7. Olá

    Muito obrigada por colocar esta receita on-line, trouxe-me à memória momentos fantásticos...
    E o prato ficou óptimo!
    Eu encontrei reva príncipe à venda no Continente de Telheiras.

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails