Os mitos à volta da cozinha, apenas me desafiam a entrar num ambiente que sempre gostei. Comer é um prazer, um acto social. Gosto de experimentar novos sabores e novas formas de cozinhar. Recordo os cheiros e sabores da infância, assim como após as minhas viagens venho para casa tentar reproduzir ou adaptar pratos que provei de outras culturas. Ouse e surpreenda os seus convidados ou a si próprio. Cozinhe,... sem tabus!


segunda-feira, 7 de Fevereiro de 2011

Compota de Cebola Roxa



Depois de ter visto por aqui pelos blogues culinários, experimentei também esta compota de cebola roxa. Uma das autoras recomenda a utilização para servir com queijo, com carne assada, eu talvez vá usar em saladas porque no aspecto e paladar final faz-me lembrar um pouco o creme de balsâmico.

A primeira receita que vi foi no "As Minhas Receitas", depois na "Tangeriana Aderente" e finalmente diz-se que à terceira é de vez, então no "De Cozinha em Cozinha Passando Pela Minha" foi o clique para me levar ao fogão. Utilizei um pouco a combinação de ingredientes dos três, com ligeiras alterações.


Ingredientes:

850 gr. de cebola roxa
4 colheres de sopa de azeite
2 folhas de louro
1 raminho de tomilho
1 pau de canela
350 gr. de açúcar
125 ml de vinagre balsâmico
125 ml de vinho tinto


Preparação:

Descasque e corte as cebolas em fatias finas  (meias luas). No azeite leve-as a lume brando junto com o louro, o tomilho e o pau-de-canela. Deixe cozinhar bem até a cebola reduzir e o líquido que se forma evaporar (aproximadamente 20 minutos).

Adicione o açúcar, o vinho e o balsâmico. Envolva bem e deixe caramelizar em lume brando mexendo de vez em quando até reduzir e atingir a consistência de uma compota (mais 30 a 40 minutos). Retire o louro, o raminho de tomilho e o pau-de-canela. Pode guardar assim ou, na minha opção, triturei para obter uma consistência homogénea. Acondicione em frascos que fechem hermeticamente.

A Colher-de-Pau do "As Minhas Receitas" dizia que lhe recomendaram guardar pelo menos um mês antes de consumir. Obtive um frasco médio, um pequeno e a tacinha da foto. O frasco grande ficará para testar se passado um mês o sabor enriquece.

Sabe um pouco a cebola, tem o travo do vinagre balsâmico e ao mesmo tempo é doce! Algo diferente, recomendo que experimentem.  

4 comentários:

  1. Esta compota fica com uma côr fenomenal...Ando tentada em faze-la assim que encontrar as cebolas roxas!

    bjinho
    Rita

    ResponderEliminar
  2. FICOU LINDO E SE SABE A CREME BALSÁMICO , ENTÃO ESTA APROVADISSIMO.
    BJS

    ResponderEliminar
  3. Esta compota é realmente fantástica mas quando a fiz nunca pensei que o sucesso fosse tão grande :))

    ResponderEliminar
  4. ando bem curiosa em relaçao a esta compota. e diferente mas eu gosto tanto de cebola:-)
    beijinhos

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails